Prótese dentária: como escolher?

Prótese dentária: como escolher?

As próteses dentárias devolvem além do sorriso, a autoestima e a saúde! Quando há uma perda dentária, uma série de complicações é adquirida, como dores e dificuldades para a mastigação. As próteses entram justamente como substitutas desses dentes, para repor essa ausência.

As dúvidas sobre próteses dentárias são comuns, especialmente em relação a escolha. Qual a melhor para cada pessoa? Como escolher? Antes de tudo, o primeiro passo é fazer uma avaliação inicial com o especialista para analisar o estado do paciente e o seu histórico.

As próteses podem ser classificadas em diferentes tipos e serão indicadas de acordo com o quadro clínico.

Tipos

• Prótese dentária total: A prótese total, conhecida como dentadura, é a mais indicada para pacientes desprovidos de todos os dentes naturais, tanto na parte superior quanto na inferior. A peça é feita de uma base acrílica e tem como principal vantagem a possibilidade de ser retirada e recolocada para higienização bucal. Uma das desvantagens é a diminuição da eficiência mastigatória quando comparada a prótese fixada sobre implante.

• Prótese dentária parcial: Ao contrário da prótese total, a parcial substitui apenas os dentes que foram perdidos. Em geral, esse tipo de prótese também pode ser removido. Os dentes que ainda estão na boca servirão de apoio para a estrutura metálica (grampos de metal), portanto é necessária uma avaliação detalhada antes de fazer o procedimento.

• Prótese fixa: A prótese fixa é dividida em dois tipos: as coroas e as pontes. A primeira é utilizada quando grande parte da estrutura do dente está perdida, seja por cáries ou fraturas, ou seja, apenas para um dente com grande perda de massa coronária. O principal benefício é resgatar a estética, proporcionando um aspecto natural e harmônico. Já as pontes são utilizadas para preencher o espaço vazio deixado por um ou mais dentes. Há a utilização de estruturas anexadas nos dentes vizinhos ao espaço deixado pelo dente ausente, criando uma ponte entre eles. A principal desvantagem da prótese fixa é o desgaste dos dentes que na maioria das vezes estão saudáveis.

• Prótese sobre implantes dentários: Este caso será feito quando há a necessidade de substituição do dente e de sua raiz, tanto para pessoas que perderam um dente como todos. Os implantes servem como um suporte para a colocação da prótese, que pode ser parafusada ou encaixada.

O medo de sorrir pode ser deixado para trás a partir das próteses, seja o modelo fixo ou o móvel. A estética e o conforto são pontos a serem pensados com cuidado, mas independentemente do modelo que você escolher, é essencial procurar um dentista nesta área.