ENVELHECIMENTO PRECOCE DOS DENTES: COMO EVITAR

Ao longo dos anos, todo o organismo começa a funcionar de forma mais lenta, o que afeta a saúde bucal se não houver cuidados. Pois, o mais importante como prevenção são os nossos hábitos cotidianos e cuidados de higiene, que podem ou não interferir na integridade dos dentes e gengiva.

Assim, para prevenir os problemas e complicações decorrentes, é preciso cuidar da saúde bucal atentamente, observando alterações e visitando regularmente o dentista. Com isso, podendo evitar lesões de cárie, doenças gengivais, desgaste, sensibilidade e periodontites.

Apesar de a idade avançada impactar o funcionamento do organismo e nos deixar mais vulneráveis a problemas bucais, nossos hábitos influenciam bastante o envelhecimento dentário. Quando o paciente se consulta regularmente com o cirurgião-dentista, as chances de evitar o envelhecimento precoce nos dentes são grandes, podendo também prevenir alguns problemas que ocasionam o desgaste dentário, decorrentes das características particulares do envelhecimento e das condições orais de cada indivíduo.

A recomendação é a de fazer consultas periódicas ao cirurgião-dentista, pois é o profissional que irá orientar e verificar as das condições gerais da sua saúde e devido a doenças preexistentes, como o diabetes, que requer um acompanhamento com mais frequência. O ideal é fazer uma visita em um período mínimo de 6 meses a no máximo 12 meses, para assim, evitar problemas na saúde bucal.