Endodontia

Endodontia é uma das várias especialidades dentro da odontologia. Endo significa “dentro/interno”, e dontia é “dente”. Portanto, a endodontia visa tratar o dente internamente, curando lesões e doenças da polpa (o nervo) e da raiz do dente. Em suma, é o famoso e mais popularmente conhecido tratamento de canal.

O dentista que após sua graduação se especializa e faz pós-graduação em endodontia passa a ser chamado de endodontista.

Todos os dentistas são aptos a tratar uma dor de dente e um canal, porém, é o endodontista que conhece mais profundamente sobre diversas técnicas e casos, apresentando um domínio e um conhecimento mais profundo, além de mais destreza e experiência sobre o assunto. Por estes motivos, alguns dentistas preferem encaminhar alguns casos mais específicos para um colega especialista.

Quando usar?
Quando houver cáries profundas, se o dente sofre algum trauma ou fratura grave, se o dente estiver lesionado, necrosado ou inflamado ou ainda se a polpa dentária (o nervo) for prejudicada de maneira irreversível

Os sintomas (sensações) indicativos de tratamento de canal são dor espontânea, sensibilidade prolongada ao frio e/ou ao calor e incômodo ao toque e na mastigação.

Já os sinais (o que se enxerga) que mostram a necessidade de uma endodontia são presença de abcesso ou fístula (lesão em forma de bolha na gengiva por onde extravasa pus).

Importância do tratamento
A endodontia, além de eliminar os sinais e sintomas citados anteriormente e tratar patologias ligadas à polpa, salva e mantém o dente em boca, esquivando futuros custos com implantes. Também evita complicações e em conjunto com a posterior reconstrução, devolve ao dente sua função mastigatória.